Sonda Lambda, qual usar?

Hoje vamos falar sobre um sensor muito importante que integra os itens essenciais elétricos do seu projeto. Seu nome parece complicado, mas ele vem pra facilitar sua vida… Se você quiser se tornar um expert você precisa conhecê-lo. Confere aí a matéria que fizemos pra você!

Função

A Sonda Lambda é um sensor responsável por medir a mistura ar combustível no escape do motor. O sensor faz a medição dos gases para assim você conseguir a mistura ideal entre o combustível e o oxigênio. Sua localização no coletor do escape do motor, onde é muito quente, é estratégica: ela necessita coletar os gases ainda quentes, porque somente assim ela funciona corretamente.

A lambda (λ) nada mais é que uma representação do volume de ar na mistura combustível e ar. Por isso é dado este nome.

Como funciona dentro da Injeção

A central possui uma entrada para sinal de sonda lambda do tipo banda estreita (Narrow Band) ou proveniente de um condicionador de sonda banda larga (Wide Band), possibilitando fazer correções nos tempos de injeção para se atingir o valor de sonda programado.

A Wide Band, como a W3, possui comunicação CAN (explicaremos abaixo o que é a rede CAN) em conjunto com as injeções programáveis Octtane T2 e T2s, o que permite o endereçamento de cilindros quando se usa mais de um condicionador. Por exemplo, pode-se usar cinco W3´s em um motor de 4 cilindros, um em cada cilindro principal, ou seja, você usa uma W3 para cada sonda. Outro exemplo: em motores em V que se costuma colocar duas sondas, uma em cada conjunto de saída de escape. Você usa o botão de endereçamento para salvar o endereço e indicar a qual sonda cada W3 se refere.

É a Rede CAN que proporciona trocas de informações entre os dispositivos (Wideband, Injeção Programável…) que estiverem em seu barramento de dois fios, podendo ligar até 20 dispositivos no caso de uma T2 ou T2s. A Wideband Octtane só é compatível com as Injeções Octtane (T2 e T2s. Para fazer a ligação com outras marcas de injeção, você precisa fazer pela saída analógica de 5V.

Já a W2, é mais indicada para a injeção que não possui rede CAN, como uma Octtane L1 ou T1, fazendo a mesma função. Você também consegue usar a W2 (mais barata) na T2 e T2s porém num comparativo, caso você dê preferência para W3, você economizará uma entrada auxiliar, pois não haverá a necessidade de se ler de forma analógica.

Banda Larga ou Banda Estreita?

A Sonda Banda Larga consegue marcar a mistura mais rica e a mais pobre, tendo uma faixa maior. Agora a Estreita consegue marcar somente dentro da região ideal, sendo mais indicada para carro original. Caso você tenha um projeto turbo, sobrealimentado, é imprescindível a Banda Larga, para que ela consiga trabalhar com a mistura mais gorda e medir com mais propriedade.

Sonda LSU 4.2 x LSU 4.9

A diferença entre elas começa pela compatibilidade de combustíveis. A LSU 4.2 é compatível com Gasolina – é claro que existem por aí muitas 4.2 que usam álcool, metanol, nitrometano, etc, mas a vida útil fica menor. Ela passa pela resolução de 10 pontos (0,7 a ∞). Agora a LSU 4.9 trabalha com a gasolina, E85 e Diesel. Passa pela resolução de 25 pontos (0,65 a ∞).

Mas a principal diferença entre elas fica por conta da cédula de Nernst. A 4.2 possui uma lâmina para ar de referência, enquanto a 4.9 utiliza uma tensão de referência.

OBS: Recomendamos a você que escolha seu condicionador conforme a sonda que você for usar. Pois dependendo da sonda, muda o conector do chicote e a calibração interna do condicionador. A sonda não precisa de um código específico pra comprar um condicionador, ele será compatível se a sonda for 4.2 ou 4.9.

Também achamos importante que o condutor fique ligado nos valores que aparecem no visor, e por isso ele é maior, pois caso haja falta de combustível pode haver um sobreaquecimento no pistão, podendo até furar. E não queremos que isso aconteça de forma alguma.

Viu, não tem segredo! A sonda além de ser um sensor importantíssimo para o seu projeto, é uma função presente nas injeções Octtane. Curtiu a matéria? Conta pra gente se você já conhecia esse sensor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: